TUDO SOBRE CABIDES

Na organização dos armários, os cabides são importantes  na questão estética,  na  manutenção das peças e na organização em si.

Já organizei armários em que os cabides eram de formatos, tamanhos e materiais diferentes e embora tudo tenha terminado categorizado e organizado, a impressão que se tinha é de desordem. Isso porque um dos princípios da estética na organização é a harmonia visual concedida pelos iguais.  A uniformidade faz total diferença e vale à pena investir nesse quesito.

É claro que além disso, você precisará levar em conta  modelo, espessura e materiais com que são produzidos. Ao organizar, tudo isso é considerado e é papel da personal organizer indicar as possibilidades e as características dos modelos aos seus clientes.

Como a falta de espaço é comum, é muito comum também, nós profissionais, indicarmos os mais finos, porque o ganho de espaço costuma ser bem considerável. Os finos são encontrados em  aveludados ou flocados,  plástico e metal. Obs.: Os muito finos, conhecidos como “os de lavanderia”, precisam ser descartados porque não têm estrutura adequada, entortam e marcam as roupas.

Outras características precisam ser avaliadas:

Os cabides têm, via de regra, um tamanho padrão. Para pessoas que têm ombros muito largos ou muito estreitos, a procura demandará mais cuidados. Um cabide muito maior ou muito menor do que suas roupas, as deformará.

Ternos e casacos mais pesados precisam ter cabides estruturados, com suportes para os ombros. Esses são facilmente encontrados em plástico e madeira. Ocupam espaço, mas não tem jeito! Um cabide errado, pode danificar a roupa.

Blusinhas de alça, são delicadas e teimam em cair de cabides. Para elas, precisamos de cabides com cavas ou de material que gere atrito, como os forrados por tecido ou aveludados. Esses também são ótimos para vestidos e peças delicadas.

Os cabides com presilhas acomodam perfeitamente as saias. Podemos usá-los também para os shorts e calças, quando pendurados pelo cós. Por falar em calça, os cabides infantis, ficam ótimos para as calças, pois evitam que elas  tombem para um dos lados e dê um aspecto de inadequação. Se faltar espaço no varão, a dica é dobrar calças que não amassam facilmente, como as jeans e coloca-las em prateleiras.

Gravatas e cintos devem ficar pendurados e há cabides ou ganchos específicos para eles. É claro que já organizei espaços tendo que deixar em rolinhos por falta de outra  possibilidade, mas não é o ideal.

Lembro que roupas pesadas, malhas, lã, linha e coisas desse tipo, não devem ser penduradas e sim, dobradas.

Echarpes delicadas, lenços de seda, pashminas e outras peças delicadas que amassam com facilidade também precisarão ficar penduradas. As que não amassam, podem ser dobradas e então armazenadas em caixas ou cestas.

Juntamente com os cabides certos, as capas protetoras protegem as peças mais delicadas, com pedrarias, bordados ou de cor clara. As capas que têm uma parte de plástico e outra de TNT ou tecido, são as melhores porque permitem que a peça respire e dá o acesso visual necessário.

Cuide com carinho de suas roupas e elas agradecerão!

Claudia Pilli1

Personal Organizer

www.ordenarte.com.br

Deixe uma resposta