FUNÇÕES DA EMBALAGEM PARA O ECOMMERCE

A embalagem para o e-commerce tem a função básica de assegurar a integridade do produto até seu destino, fazendo com que resista aos impactos e movimentos que acontecem durante o transporte até a casa do consumidor final. Além disso, a embalagem possui outras importantes funções.

Proteção

Devido às distâncias continentais do Brasil e a precariedade de nossa infraestrutura logística, proteger bem os produtos é algo mandatório.

Entre o centro de distribuição de um e-commerce até a casa do cliente, um produto percorre em média 700 km. Essa distância não é percorrida de uma só vez e em condições ideais de transportes, mas sim passando por movimentações entre diversas bases de transportadoras, por estradas que, segundo pesquisa do Sistema Nacional de Viação, 90% não são pavimentadas e também outros meios de transportes como balsas e aviões.

Para que o produto chegue intacto, proteções são necessárias. A primeira delas é a embalagem exterior. Investir em caixas mais resistentes pode evitar avarias causadas por impactos externos. Embora seja muito importante para a proteção dos produtos, a caixa de transportes não é suficiente.

Dentro da caixa é necessário que o produto tenha o mínimo de movimentação possível, pois a cada movimento que ele sofre, o impacto pode ser ainda maior do que os impactos externos. A colocação de preenchimentos de bolsas de ar ou de papel ajuda a completar o volume da caixa, fazendo com que o produto fiquei imóvel dentro desta.

Outro tipo de proteção que a embalagem proporciona é contra o furto. Grande parte dos produtos vendidos pelo e-commerce tem alto valor e poderiam ser facilmente retirados das embalagens, portanto elas precisam ser resistentes contra violações e também possuírem lacres que asseguram o consumidor de que a embalagem não foi violada durante o trajeto até sua casa.

Comunicação com o cliente

Em tempos de redes sociais, o compartilhamento de imagens de produtos é algo recorrente e pode ajudar na divulgação da marca de uma loja virtual. Segundo pesquisa da Dotcom Distribution, 39% das pessoas já compartilharam uma imagem ou vídeo de um produto que receberam em mídias sociais, sendo que as mais comuns foram o Facebook e o Instagram. O potencial é ainda maior quando a mesma pesquisa constatou que 60% compartilhariam seus produtos se a embalagem fosse mais atrativa.

Quando se vende on-line, o primeiro contato não virtual com a empresa é quando o consumidor recebe o produto em sua casa. Por isso, uma embalagem personalizada com as cores e marca da empresa pode despertar no consumidor um interesse maior do que uma caixa sem nenhuma identificação.

Muitos e-commerces são identificados pela caixa em que são transportados seus produtos e isso faz com que o consumidor lembre facilmente do site na próxima compra. Mensagens de agradecimento ou cupons de desconto são outras formas de gerar bom sentimento e ajudar na fidelização do cliente com a marca.

Um ponto que vem sendo levado em conta cada vez mais por clientes nos EUA e Europa é a preocupação com o ambiente. Pesquisa britânica afirma que consumidores pagariam até 3 libras mais caro se a embalagem do produto fosse reciclável.

Esta tendência deve chegar em breve ao Brasil e a preocupação com a substituição de embalagens de plástico (que leva cerca de 100 anos para se decompor) por papel (que leva até 6 meses para se decompor) deve ser antecipada por todos, sendo esta uma outra forma de se melhorar a imagem da empresa com seus consumidores.

Ganhos com uma boa embalagem

Em um mercado tão competitivo, em que produtos são semelhantes ou muitas vezes iguais aos da concorrência, a embalagem é um grande diferencial para a experiência de compra do cliente e pode fazê-lo optar por comprar em um site em que já recebeu seu produto com uma embalagem que o atraiu em uma compra anterior.

Além do diferencial acima citado, uma embalagem que proteja o produto fará com que os níveis de avaria caiam, reduzindo os altos custos de logística reversa e substituição do produto, que podem ser cinco vezes mais caros que realizar o envio correto da primeira vez, sem falar na péssima experiência de compra quando um cliente recebe um produto avariado.

Fonte: https://www.ecommercebrasil.com.br

Deixe uma resposta