Embalagens personalizadas além do marketing

Em um mercado cada vez mais recheado de concorrentes, você precisa saber como fazer sua empresa se destacar positivamente. Existem diferentes formas de chamar a atenção para aspectos que envolvem diretamente o nível de qualidade do produto e a satisfação do cliente. Entre eles, a embalagem é responsável por despertar o interesse do consumidor.

Considerada como um importante artifício de publicidade no ponto de venda, ela é decisiva e pode gerar novas compras e, até mesmo, a conquista de novos clientes. Entretanto, não é só uma questão de marketing. Embalagens personalizadas de acordo com o produto, a marca e a empresa são relevantes em diversos aspectos. Ficou curioso? Então confira nosso artigo para saber mais!

Design

A atribuição mais conhecida das embalagens personalizadas é o design, que é o principal responsável por chamar a atenção do consumidor final. É preciso que a embalagem faça com que o cliente perceba o produto. Nesse sentido, algumas características precisam ficar bem bem claras:

Praticidade

O fato de uma embalagem ser sinônimo de praticidade aumenta muito as chances de o consumidor adquirir o produto. Aquela que suporta ir das baixas temperaturas do congelador diretamente ao micro-ondas, por exemplo, é muito mais prática e interessante para o cliente.

Conveniência

Hoje em dia, o comprador dá cada vez mais atenção a esse aspecto. Embalagens personalizadas e que facilitam o acesso ao produto contam muitos pontos na hora de conquistar o cliente. Um exemplo são as embalagens de maionese, algumas em potes e outras em sachês. O consumidor dá preferência àquela que mais lhe convém.

Facilidade no uso

Seguindo a mesma lógica dos itens anteriores, essa característica diz respeito à forma de facilitar a relação do cliente com o produto no dia a dia. É o caso das novas embalagens personalizadas de leite condensado, muito mais fáceis de abrir e sem a exigência do uso de nenhum outro utensílio, tal como o abridor de latas.

Beleza

Não se pode negar que a beleza é fundamental. É ela que faz um produto saltar aos olhos do consumidor em meio a centenas de concorrentes. Logo, é importante caprichar no visual da embalagem, garantindo que ela seja coerente com o propósito do produto e com o perfil do público-alvo.

Conservação

A embalagem é um fator extremamente decisivo na conservação do produto, fator essencial para não colocar em risco a integridade do consumidor. As personalizadas devem evitar a ação de agentes externos na deterioração do produto, como umidade, micro-organismos e incidência de luz.

Assim sendo, as embalagens também têm a função de prolongar a vida útil do produto e reduzir a possibilidade de perdas. Existem diversas normas a serem seguidas que, diferentemente do que muitos pensam, não se aplicam apenas ao ramo alimentício.

Proteção e transporte

O produto passa por uma série de processos logísticos antes de chegar ao ponto de venda e ao consumidor final. Dentre eles, podemos destacar o armazenamento e a distribuição. Durante todas essas movimentações, a mercadoria corre o risco de sofrer danos. Nesse contexto, a embalagem deve ser resistente e fácil de manusear, pois tem a função de proteger seu conteúdo e evitar que ele seja danificado em qualquer etapa do ciclo logístico.

As embalagens personalizadas devem se adaptar ao tipo de produto e aos processos pelos quais ele passa, principalmente em relação ao transporte, momento em que a mercadoria está altamente sujeita a danos, tanto por falta de treinamento para manuseio quanto por imprevistos inevitáveis na movimentação da carga.

Existem ainda soluções de embalagens criativas que podem auxiliar no transporte de cargas difíceis, como aquelas volumosas, mas muito leves. É indicado utilizar também outros tipos de proteção além da embalagem primária (aquela que entra em contato direto com o produto).

É importante também destacar a segurança do produto. O ideal é que a embalagem possua alguma espécie de lacre que possa indicar ao cliente a integridade do item comprado, evitando casos de insatisfação em relação a produtos violados.

Comunicação

Essa função é relevante tanto para a embalagem destinada diretamente ao consumidor final quanto para a embalagem industrial, destinada aos intermediários.

Para o primeiro tipo, é preciso decidir quais são as informações que devem ser mais destacadas para o cliente. Assim, o rótulo deve ser elaborado de forma atrativa, o que acaba tornando essa função também uma estratégia para conquistar e despertar o interesse do público-alvo. Contudo, não pode se esquecer de seguir as normas da legislação sobre o assunto e fornecer as informações essenciais de forma clara.

Essa etapa exige atenção, pois qualquer erro na formulação do rótulo pode afetar diretamente o consumidor. Nesse ponto, é possível educar o cliente sobre o modo de uso ou conservação da mercadoria, por exemplo. É preciso também utilizar o código de barras, uma vez que ele serve como identificação do seu produto no sistema no ponto de venda.

Já no caso das embalagens destinadas aos intermediários do processo logístico, é recomendado incluir signos, cores, marcações, símbolos ou qualquer outro artifício para facilitar a comunicação e otimizar o processo de movimentação dos materiais. Além disso, é importante destacar o uso de código de barras assim como no outro tipo de embalagem, pois ele permite a localização e identificação dos produtos e facilita os processos logísticos.

Sustentabilidade

Sua embalagem pode ainda se adequar a uma grande tendência mundial, a da sustentabilidade e preocupação com o meio ambiente. Apostar em soluções personalizadas e sustentáveis pode melhorar a imagem da sua empresa perante a sociedade, aumentar a vantagem competitiva e, inclusive, reduzir custos. Para aproveitar esses benefícios, é preciso utilizar da criatividade e investir capital, mas com garantia de retorno.

As embalagens personalizadas são, certamente, um fator de alto impacto no processo de decisão de compra. Mas se engana quem pensa que elas só têm essa função. A mercadoria passa por uma série de processos logísticos antes de chegar ao ponto de venda, e a embalagem correta pode auxiliar no alcance do principal objetivo da logística: oferecer produtos de qualidade, com o menor custo possível, no tempo correto e sob as condições certas.

Fonte: http://blog.gs1br.org30

Deixe uma resposta