Dicas para Organizar a sua Mudança de Casa

Se para você mudança é sinônimo de dor de cabeça, esse artigo foi escrito pensado especialmente em você. Mudar de casa pode ser emocionante devido as novas experiências, mas também é inevitável não nos preocuparmos com todo o processo de empacotar nossos pertences e organizá-los tudo no novo espaço. Sem contar, é claro, toda a busca para contratar um bom serviço de mudança e transporte.

Não tem jeito, planejar a mudança é um trabalho cansativo que requer tempo e muito cuidado. Mas, com um planejamento criterioso de embalagens, logística e transporte de mudança, é possível ser feito de forma prazerosa e sem estresse. Para isso, a Caixas Net preparou algumas dicas para te ajudar a ter uma mudança tranquila e organizada. Você vai precisar apenas de um caderno, uma planilha e uma boa dose de paciência. Esta pronto?

1. Planejamento é tudo
Fuja de problemas. Para ter uma mudança sem estresse a primeira coisa a se fazer é iniciar uma pesquisa com orçamentos de empresas de transporte com pelo menos um mês de antecedência. Peça indicações de amigos e familiares antes de fazer a sua pesquisa. A probabilidade de você se decepcionar com o serviço oferecido pela empresa será bem menor. Não se esqueça de conferir a quantidade de caixas para a mudança. Nesse caso, é melhor sobrar do que faltar. Por último, cheque se no custo do transporte será adicionado o seguro de tudo o que será transportado, bem como os materiais para embalar os objetos, como plástico bolha, caixas e outros itens.

2. Seja rigoroso
Antes de colocar a mão na massa, você vai precisar se desfazer de tudo o que não será útil. Isso inclui móveis, objetos de decoração e até mesmo roupas e sapatos velhos. O ideal é fazer um levantamento do espaço disponível para tudo o que você pretende levar. Aproveite a oportunidade para fazer doações e ajudar quem precisa. Instituições como o Exército de Salvação recebe doações de roupas, livros, brinquedos, móveis em bom estado, sapatos e outros objetos.

3. Você vai precisar de…
Caso a transportadora não disponibilize as caixas e o plástico bolha, você mesmo terá que ir atrás disso. Além desses itens, você vai precisar de acessórios como canetas, fita adesiva e etiquetas. A fita adesiva serve para fechar as caixas em cima e embaixo, para que não abram ao serem carregadas. As etiquetas são para identificação. Por exemplo, no quarto do casal, escreva com uma caneta em letra legível “quarto casal”, e assim por diante.

4. Hora de empacotar
Assim que a data da mudança for definida, reserve uma semana para empacotar os objetos de cada cômodo. Dependendo da sua disponibilidade de horários durante a semana, o ideal é fazê-lo de pouco em pouco. Não deixe tudo para a última hora, pois o estresse e o cansaço podem atrapalhar o processo. Por exemplo, se a sua casa possui três quartos, sala de estar e jantar, cozinha e banheiros, o recomendado seria separar um cômodo por dia, para não sobrecarregá-lo demais. Comece sempre pelos itens menos usados! Para empacotar objetos, prefira as caixas menores, para não ficarem muito pesadas ao serem preenchidas. Móveis que podem ser facilmente carregados não precisam ser desmontados e empacotados.

5. Todo cuidado é pouco
Objetos delicados como porcelanas, cristais e espelhos devem ser protegidos. O ideal é embalá-los individualmente com plástico bolha. Jornal velho também é uma alternativa caso você não consiga o plástico bolha. Para que peças grandes (geladeira, fogão e televisão, por exemplo) não “ganhem” arranhões após a mudança, preserve-as enrolando-as em mantas ou até mesmo em cobertores velhos. Geralmente, as empresas de transporte disponibilizam essas mantas, por isso, confira se o serviço inclui esse material.

6. Serviços
Solicite a transferência de serviços como TV por assinatura, internet e telefone para o novo destino. Serviços como assinaturas de jornais, revistas e empresas de cartão de crédito, também precisam ser transferidos para que você não tenha problemas futuros. É muito importante pedir a alteração de titularidade do serviço de energia elétrica da futura residência.

7. Esvazie a geladeira
Nos dias que antecedem a mudança, tente consumir todos os alimentos que já estão abertos na geladeira e na despensa. Comece pelo congelador. O que não puder ser consumido até o grande dia, jogue fora. Alimentos como frutas e verduras podem ser transportados em sacolas de feira.

8. Enfim, nova casa!
Apesar de todo o trabalho para desempacotar as caixas, a sensação de missão cumprida é inevitável, tornando a arrumação super prazerosa. Não tenha presa! Escolha um ambiente conforme sua prioridade e comece a desempacotar e a guardar os objetos. Não inicie a organização de vários cômodos ao mesmo tempo e não limpe antes de organizar toda a casa. Dessa forma o trabalho rende e ninguém sai perdendo.

Deixe uma resposta