A reciclagem de papelão no Brasil

Parte fundamental de todo o processo de preservação ambiental e também de políticas públicas e privadas de sustentabilidade, a reciclagem de papelão tem aumentado nas grandes cidades brasileiras. Hoje, 77,4% do papel e papelão produzido é reciclado, o que representa um reaproveitamento de 2,24 milhões de toneladas para o consumo.

A reciclagem de papelão no é essencial por diversos motivos, mas o principal é impedir que este material seja descartado na natureza incorretamente e provoque vários transtornos ambientais, como poluição de rios e lagos, entupimento de bueiros, entre outros.

Para quem trabalha em indústrias, supermercados ou qualquer outro tipo de estabelecimento que receba mercadorias em caixas, a reciclagem de papelão é uma solução que também valoriza a marca e ainda resolve antigos problemas de lotação em estoques e acúmulo de material. Mas, como funciona?  A dica é entrar em contato com cooperativas que trabalhem diretamente com este tipo de atividade, destinando assim as caixas de papelão para cooperativas equipadas com todo o maquinário necessário para processar o papelão e transformá-lo em soluções reutilizáveis.

Além deste tipo de atitude, uma ação positiva também é encontrar alternativas para diminuir a necessidade de uso de papelão e derivados no trabalho. A redução na quantidade de caixas de papelão e outros produtos fabricados com o mesmo material, além de gerar menor quantidade de lixo, também influenciará na diminuição no uso de matérias-primas retiradas da natureza e aplicadas processo produtivo.  Também irá impactar na ausência de transporte, como no consumo e queima de combustíveis.

Processo de reciclagem de papelão no Brasil

Sabe como funciona a reciclagem de papelão no Brasil? O primeiro passo é separar as caixas de papelão e derivados e direcionar tudo para empresas e cooperativas especializadas na reciclagem de papelão no Brasil. Já nestes locais é feita a trituração do que foi recolhido e na sequência outro processo onde tudo o que foi triturado será inserido em uma solução com água para separar bem as fibras do papel. A etapa seguinte é centrifugação para retirar de impurezas e agentes externos, como areia e grampos.

Por último são acrescentados alguns produtos químicos para deixar o papelão mais claro e também para transformá-lo em uma pasta, que por sua vez será prensada e irá para secagem. Com tudo ocorrendo dentro do planejado e sem surpresas, este material poderá ser reutilizado como papel nas mais variadas atividades comerciais e industriais.

Post original: http://www.pensamentoverde.com.br/reciclagem/reciclagem-de-papelao-brasil/

Deixe uma resposta